,

A história e os efeitos da Coca-Cola no seu corpo

Consagrada como a marca de refrigerante mais famosa do mundo e por muitos – inclusive eu – considerado o melhor refrigerante do mercado, a Coca-cola tem uma imagem muito bonita, porém o seu produto pode ser extremamente tóxico.

Um pouco da história

A Coca-Cola, ou “Coca” como você provavelmente deve chamar. foi criada pelo farmacêutico John Stith Pemberton, um veterano de guerra norte-americano, com o objetivo de aliviar as dores que sentia nos seus machucados após retornar da Guerra Civil.

O que ele buscava era um substituto para a Morfina, substancia que alivia drasticamente a dor e na qual ele estava viciado. Em 1869, o jovem farmacêutico inventou bebida French Wine Coke, que no nosso idioma fica Coca de Vinho Francês – elegante, não? A descoberta era uma mistura de Vinho Francês e Cocaína.

historia-da-coca-cola

A história correu e o sucesso do então chamado Santo Remédio se espalhou, quando em 1894 foi preciso iniciar a produção em garrafas para suprir a demanda. Como o mundo comercial sempre girou rápido para qualquer produto que comece a ter sucesso, os direitos da marca estavam vendidos para a Asa Griggs Candler. Esse magnata dos negócios fez uma fortuna com a Coca-cola e sua agressiva tática de marketing na época chegando a ser chamada de: Tonico para o seu Cérebro.

banner-da-coca-cola

Em 1892 o Sr. Candler fundou a empresa The Coca-cola Company, que hoje é responsável pela produção e destruição da bebida atuando a 123 anos no mercado. Somente após 36 anos de sua invenção, em 1905, retiraram a Cocaína da sua composição.

A Cola-cola no Brasil

A Coca-Cola comercializada no Brasil contém a maior concentração do 4-metil-imidazol (4-MI), produto presente no corante Caramelo IV e classificado como cancerígeno nos Estados Unidos, de acordo com informações da assessoria de imprensa do Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec). Conforme o Idec, a Coca-Cola do Brasil tem nove vezes mais o limite diário de 4-MI estabelecido pelo governo da Califórnia, que fixou a quantidade máxima de consumo diário de 39 ml do refrigerante por dia. Nos EUA, a empresa alterou a fórmula do produto para diminuir a concentração do 4-MI, segundo o jornal britânico Daily Mail. No Reino Unido, ativistas favoráveis a uma alimentação saudável para crianças querem que a empresa tome a mesma medida.

De acordo com o levantamento, o refrigerante vendido no Brasil contém 263 cmg do corante em 350 ml. Na Coca-Cola vendida no Quênia, que ficou na segunda posição, há 170 cmg para cada 355ml. A pesquisa, realizada pelo Centro de Pesquisa CSPI (Center for Science in the Public Interest, em inglês), de Washington testou a quantidade da substância nas latas vendidas também no Canadá, Emirados Árabe, México, Reino Unido e nos Estados Unidos.

Outras marcas de refriegerantes concorrentes, com a Pespsi por exemplo, também usam essa substancia e todas as empresas afirmam que os níveis usados são perfeitamente seguros ao nosso organismo. Essas afirmações, aparentemente, são feitas com base nos testes ciêntificos aplicados nos produtos. A Anvisa desclafissificou alguns testes aplicados, apontando que não eram suficientes, porém até hoje a formula permanece a mesma.

O efeito da Coca-cola no seu corpo

Nos primeiros minutos, o equivalente a 10 colheres de açúcar golpeiam o seu organismo (mais de 100% da recomendação diária). Você só não vomita ou passa mal porque o ácido fosfórico quebra o enorme sabor de açudar, permitindo que a Coca-cola não fique extremante doce.Passando 20 minutos o aumento de açúcar no sangue causa uma explosão de insulina. Seu figado responde transformando todo esse em gordura (que nesse momento é uma quantidade enorme).muito-acucar-na-coca

Quarenta minutos depois a absorção da cafeína é completa. Suas pupilas dilatam um pouco, sua pressão aumenta e, como resposta a todos esses eventos, seu fígado joga mais açúcar na corrente sanguínea. O cérebro bloqueia o recebimento de adenosiva e isso evita que você fique entorpecido. Passando mais alguns minutos o seu corpo aumentará a produção de dopamina, que é um estimulante dos centros de prazer do seu cérebro. Segundo os pesquisadores isso seria como tomar uma dose de heroína.

Uma hora depois o ácido fosfórico prende ao cálcio, ao magnésio e ao zinco dentro odo seu intestino grosso provocando um aumento do metabolismo. Essa junção é composta por altas doses de açúcar e adoçantes artificiais. Essa composição fará você eliminar cálcio pela sua urina. Como a cafeina possui uma propriedade diurética, você terá vontade de ir ao banheiro. Depois que você eliminou alguns nutrientes pela urina, também defecará – quando sentir a necessidade – a junção de cálcio, magnésio e zinco.

Essa é uma imagem da Coca-cola fervida
Essa é uma imagem da Coca-cola fervida

Quando todo o entusiasmo de uma boa Coca-cola passar, a irritação ou preguiça aparecerem e a falta de açúcar bater você terá certeza que a eliminação de toda a Coca-cola aconteceu.

Depois de tudo isso, será que ficou mais fácil resistir ao urso da Coca-cola e um copo gelado do refrigerante?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Written by Daniel Leal

Se eu pudesse ensinar tudo que preciso aprender, eu dominava o mundo.

#Torrent Serie: Limitless – Piloto (2015)

Como fazer download das suas listas do Spotify